sexta-feira, 15 de junho de 2007

Odeio rodeio (Chico César)



Chico César em Presidente Prudente. 20/05/2007

Odeio rodeio
E sinto um certo nojo
Quando um sertanejo
Começa a tocar
Eu sei que é preconceito
Mas ninguém é perfeito
Me deixem desabafar

A calça apertada
A loura suada
Aquele poeirão
A dupla cantando
E um louco gritando
“Segura peão”

Me tira a calma
Me fere a alma
Me corta o coração
Se é luxo ou é lixo
Quem sabe é bicho
Que sofre o esporão

É bom pro mercado
De disco e de gato
Laranja e trator
Mas quem corta a cana
Não pega na grana
Não vê nem a cor

Respeito Barretos
Franca, Rio Preto
E todo o interior
Mas não sou texano
A ninguém engano
Não me engane, amor

(Chico César, CD Compacto e Simples, 2005)

A música é interessante, a crítica é mordaz. Ótima também para aulas de português, geografia, história, sociologia etc. Quero mais destacar os três primeiros versos da terceira estrofe, e deixar o resto por conta do leitor. Não sei exatamente qual, mas uma canção sertaneja já disse isso antes (se alguém souber, me informe). Mas, saber qual não é o mais importante. Há uma relação de intertextualidade, seja o texto "original" localizável ou sejam os textos dispersos. Eu imagino um sertanejo, com seu "ethos" melodramático, enunciando aquelas frases; é verossímil porque está dentro da tópica (dos temas recorrentes), das frases possíveis e dos jeitos possíveis do discurso néo-sertanejo.

A questão é que, além de intertextualidade (retomar um outro texto), há também interdiscursividade (retomar para se opor). Segundo FIORIN (apud POSSENTI, "Observações sobre interdiscurso", mimeo), toda interdiscursividade é intertextual, mas nem toda intertextualidade é interdiscursiva. Ou seja: intertextualidade é quando um texto retoma um outro texto ou uma dispersão de textos, não importa como; interdiscursividade é retomar o dito, intertextualmente, para deslocá-lo de sua posição, provocando um diálogo entre discursos diferentes (alguns chamam isso de paródia, enquanto que a paráfrase estaria no mesmo espectro discursivo).

Nesta canção, o discurso amoroso do "sertanejo" é deslocado para o discurso politizado de Chico César: é o rodeio, e não a paixão não correspondida, o que tira a calma, fere a alma, corta o coração. Uma sátira parece ser amplificada quando se desloca o sentido do texto do satirizado para devolver o sentido modificado contra ele, o que resulta em um esgarçamento discursivo. Perceba que a letra oficial traz "a dupla cantando", enquanto que Chico César, nesta apresentação "ao vivo", diz "a Sandy cantando"; parece óbvio que "dupla" (sertaneja, claro), na gravação oficial, tem também a finalidade de evitar processos judiciais contra Chico César (o autor é o que responde pela obra, inclusive judicialmente); no show, vai "Sandy" mesmo, para que a crítica ganhe com a especificidade de atacar um "grande" sertanejo, sem perder o caráter geral (exatamente por ser "grande", "Sandy" significa, metonimicamente, o conjunto dos sertanejos que cantam e lucram com os rodeios).

Argumentos de duas formações discursivas não-contíguas (em outras ocasiões podendo ser antagônicas) são os principais, aqui convocados para o eu-lírico justificar sua contrariedade aos rodeios: o discurso anti-capitalista (4ª estrofe) e o discurso preservacionista/ ambientalista (3ª estrofe).

Para terminar, interessante perceber neste clipe a capacidade de "performance" desta canção. Uma canção simples, do tipo "cantar para fora". Os acordes (não-dissonantes), a batida do violão e a "pobreza" do arranjo representam certo despojamento da canção e aproximam esta do gênero musical "sertaneja" (também chamado por alguns de "sertanojo"; e dentre esses alguns, há alguns que o fazem para diferenciar o "sertanojo" do "sertanejo raiz" ou da "nova música de viola"). Talvez o eu-lírico (e ainda mais o autor, podemos dizer) esteja implicitando que não é o gênero musical o objeto do ódio, mas a posição majoritária dos que se vinculam a este gênero.

Um comentário:

  1. Leandro Rodrigues28/06/2007 12:56

    SENSACIONAL!!!
    UMA RESPOSTA A ALTURA AO MERCADO...
    JÁ ESTA LINKADO NO MEU BLOG:
    http://mandandobrasa.blogspot.com/
    VIVA O BRASIL!!!

    ResponderExcluir